Procurando estágio

No início da vida profissional é comum ter dúvidas sobre como procurar um estágio e quais são os requisitos mais procurados entre as empresas na hora da seleção.

Sabemos que é difícil encontrar estágio nesses tempos difíceis, mas recomendo não trabalhar no primeiro que aparecer, lembre-se que o estágio é uma extensão ao aprendizado acadêmico e, muitas vezes, pode definir a sua trajetória profissional desde muito cedo.  Então, procure por locais, atividades e alinhamentos profissionais com as quais você se identifica e entende que pode contribuir na sua formação profissional.

Se já não tiver escolhido alguma especialidade, programe-se para fazer alguns estágios, não só para cumprir uma exigência. Procure variar de escritórios, tipologias e áreas de atuação entre as oportunidades que conseguir, isso lhe dará um panorama mais diversificado sobre a atuação do arquiteto, além de lhe oferecer mais escolhas de trajetória profissional para seguir. E não tenha receio de deixar um estágio se não estiver lhe agregando aprendizado, essa é a principal função dessa fase profissional, aprender e guiar.

A melhor oportunidade de estágio que você terá será através das recomendações dos próprios professores. Como isso não é possível para todos então precisamos abordar por nossa conta os arquitetos, escritórios e empresas de arquitetura em busca de uma oportunidade.

Visitar pessoalmente não é possível na maioria dos casos, mas quando possível vale a pena tentar e se apresentar, o contato pessoal é insubstituível.

Esse primeiro contato com a empresa é muito importante seja ele feito por meio digital ou pessoalmente, e será praticamente a sua chance, então seja caprichoso, se apresente bem e produza textos criteriosos e bem redigidos. Muitos escritórios recebem dezenas de e-mails de candidatos por dia, todos os dias, com currículos e portfólios, essa é a concorrência que muitas vezes terá que enfrentar.

Entretanto vários destes e-mails não acompanham um texto de apresentação do candidato, portanto, para começar com o pé direito pode-se investir em um e-mail de apresentação direcionado a empresa que receberá seu currículo. Mas é bom também alertar que textos muito extensos são cansativos para quem nem está procurando por um colaborador no momento.

Neste primeiro contato faça uma breve apresentação a seu respeito, você pode escrever o porquê se interessou pela empresa, comentar sobre algum projeto que achou interessante, descrever brevemente se participa de atividades extra-curriculares, e principalmente sempre mostrar sua identificação com aquela empresa que tem vontade de trabalhar.

Anexar o seu currículo ao e-mail e uma carta de recomendação é uma boa. Quanto ao portfólio, recomendo manter um na web, sempre atualizado, e então informar o link acompanhado de um convite para conhecer os seus trabalhos. E aí sim, nesse portfólio apresentar o que você tem de melhor, dê uma olhada aqui sobre algumas recomendações acerca do portfólio.

Alguns escritórios e empresas de arquitetura disponibilizam a oportunidade de enviar arquivos de currículos e portfólios em seus formulários de contato, nesse caso, mande tudo lá e adicione uma carta de apresentação do mesmo modo como você faria se estivesse enviando um e-mail.

Não só na arquitetura, mas todas as empresas da área criativa podem atribuir maior valor ao portfólio. Pra nós, aqui na ODVO, o que importa é quem você é e o potencial que podemos ver através do trabalho que você faz, independente do lugar que estudou, entretanto essa não é uma lógica de mercado, alguns escritórios podem avaliar até onde estudou no ensino médio, portanto não deixe de incluir informações adicionais.

Enviar o portfólio em anexo no e-mail pode se tornar um transtorno porque os arquivos podem ficar muito grandes, com download demorado e pior, lotam as caixas postais, portanto se optar por esse modo, otimize o seu arquivo. Para casos inviáveis de manter o arquivo pequeno, a melhor opção é buscar um site que hospede seu portfólio, assim tudo se resume em um clique. Empresas com métodos de avaliação de currículos já classificam os currículos e portfólios quando os recebem, desse modo já fazem uma classificação e os consultam sempre que precisarem, e nesse caso, manter o portfólio disponível na web e atualizado, é uma ótima.

Pecados a evitar, acredite:

  • Enviar e-mail sem assunto;
  • Enviar e-mail “genérico” constando muitos escritórios no destinatário;
  • Enviar e-mail com portfólio de 15 ou 20Mb, limite-se a 2Mb, aprenda a otimizar os seus arquivos;
  • E-mail sem uma apresentação a seu respeito;
  • E-mail sem nada escrito, somente com o anexo e assunto;
  • E-mail de reencaminhamento escrito somente currículo em anexo;
  • Compartilhamentos diretos de servidores de arquivos como o Dropbox, Google, Drive etc, sem maiores explicações
  • E-mail contendo currículo, mas nada ou nenhum referência a portfólio. Lembre-se que você será um arquiteto, sua produção, mesmo que acadêmicas, são tão ou mais importantes que o seu currículo;
  • Enfim, ser discplicente em seu primeiro contato.

Sempre que possível, um bom e-mail de contato para estágio (ou emprego) fica assim:

  • Tem nome e assunto e a quem se destina, obviamente;
  • Tem uma apresentação a seu respeito, suas vontades e objetivos;
  • Demonstra conhecimento sobre a empresa para a qual se candidata;
  • Demonstra conhecer pelo menos parte da produção da empresa;
  • Deixa claro como pode colaborar com a empresa;
  • Possui um currículo;
  • Apresenta um portfólio, seja anexado ou um link de acesso ao portfólio na web;
  • Quando já tiver experiências anteriores, apresenta a(s) carta(s) de recomendação;
  • Esteja bem redigido.

A ideia principal é desenvolver a carreira, portanto tempo investido na construção do portfólio e dedicado aos estudos mesmo que não se esteja trabalhando e fundamental.


Omar Dalank

Fundador da Beoog. Arquiteto desde 1997, técnico em construção civil desde 1992 e professor na Escola da Cidade desde 2003, trabalha com arquitetura e urbanismo em suas várias complexidades e escalas desde os 16 anos de idade, tempo de atuação e variedade de programas que lhe permitiu acumular grande experiência e domínio nos vários aspectos que envolvem o desenvolvimento em arquitetura. Entende que a percepção de mundo do sujeito é tão importante quanto o objeto construído, afinal é no espaço entre as coisas que vivemos, e é nessa construção daquilo que nos rodeia que dedica a sua vida profissional.

Deixe uma resposta